Selecionar album para tocar

previous next
Palhaços da Avenida
próximo show  -   Feijoada Paroano Sai Milhó no Santa Música
FALTAM:
DIAS HORAS MINUTOS SEGUNDOS
Player
 

Release

Paroano Sai Milhó -Release 2017 (clique aqui para fazer download) 

Paroano Sai Milhó homenageia os 50 anos da Tropicália
As apresentações do tradicional grupo já estão confirmadas no Rio Vermelho, Campo Grande, Barra e Pelourinho

Tradição e boa música: Assim é o Paroano Sai Milhó, grupo musical que já é parte e particularidade do Carnaval de Salvador. Com 54 desfiles já realizados na folia de momo, em 2017 o grupo de palhaços que canta “no gogó” mantém a tradição dos carnavais de rua e anima foliões de todas as idades, com apresentações antes e durante o período da folia momesca. Ao longo do ano, o grupo também realiza animadas apresentações ao seu fiel público, marcadas principalmente pela mistura de gerações.

Este ano o repertório inclui músicas consagradas pelo Tropicalismo como “Alegria, Alegria”, “Tropicália” e “Ando meio desligado”, em uma justa homenagem aos 50 anos da Tropicália, estampada na camisa deste ano.

Os desfiles pré-Carnaval começaram com o tradicional evento de lançamento da camisa, dia 26 de Janeiro, na Cantina da Lua na Vila Caramuru, no Rio Vermelho. O grupo também realizou grande apresentação na Festa de Iemanjá, em 2 de fevereiro, quando animaram o Bloco Amigos do Rio Vermelho, a convite da AMARV (Associação de Moradores do bairro). Já nos dias 10 e 11 de fevereiro, foram a atração de um grande baile de Carnaval do Café Teatro Rubi, no Sheraton da Bahia, que tiveram ingressos esgotados.

As apresentações oficiais de Carnaval começam durante o Fuzuê, dia 18 na Barra, no sábado que antecede a folia, a partir das 16h, com saída do Clube Espanhol até o Farol. Na quinta-feira (23), é a vez da já tradicional da abertura do Carnaval, que será, como sempre fazem, no Rio Vermelho, com saída da Varanda do SESI, às 20h. Na sexta (24), animam o Furdunço, a partir das 15h, no Campo Grande. No sábado (25) e segunda (27) de Carnaval, o grupo já tem apresentações confirmadas no Pelourinho.

Além das canções em homenagem à Tropicália, também fazem parte do repertório as marchinhas e versões “paroanizadas” de grandes sucessos, como é o caso de Selva Branca (Carlinhos Brown) e Sonífera Ilha (Titãs) e clássicos como É D’Oxum, Chame Gente, Yolanda, entre outros, com saída da Cantina da Lua – Terreiro de Jesus.

História e tradição

Uma das entidades mais tradicionais da folia baiana, o Paroano Sai Milhó fez seu primeiro desfile de Carnaval em 1964. A primeira fantasia usada pelo grupo foi improvisada e não agradou muito. Alguém, a título de consolo e incentivo, disse: “para o ano sai melhor”. E a frase acabou sendo adotada como nome do bloco, fundado oficialmente no ano seguinte. Nas ruas, os integrantes tratavam de acrescentar ao repertório tradicional carnavalesco, formado de marchinhas, sambas e frevos, músicas do cancioneiro popular e outras executadas normalmente durante o ano. “O oásis do carnaval baiano”, disse certa vez Caetano Veloso. Apesar da estreia na festa de momo, sua fundação oficial se deu em 9 de fevereiro de 1964 nas rodas de seresta do Largo do Godinho (Saúde) na década de 60, pelo engenheiro e violonista Antônio Carlos Mascarenhas, o “Janjão”.

O que define o grupo, composto atualmente de 17 músicos e vocalistas, é a sua forma original acústica, que desafia o som eletrônico já que todos cantam “no gogó”, em ciranda, de estandarte em punho, travestidos de palhaços, como um “Exército Brancaleone” do carnaval de rua da Bahia de vozes masculinas, empunhando violões, cavaquinhos e percussões diversas, sempre cumprindo a promessa cunhada no seu nome. Os integrantes, que atuam em diversas áreas profissionais, reúnem-se para os ensaios e apresentações do grupo com muita alegria, sendo sempre acompanhados de familiares e amigos que também fazem parte desta tradição.

Há mais de 15 anos, o Paroano vem diversificando suas atividades e já não é mais só bloco carnavalesco de rua, pois atua o ano inteiro, inclusive no São João e no Natal, dentre outros eventos. Neste período já gravou quatro CD’s. O primeiro e o segundo mostram músicas tradicionais e o repertório de Carnaval de todos os tempos, especialmente do carnaval baiano de “Colombina” a “ Le FoudezVous”. O terceiro uma homenagem especial ao forró somente com músicas juninas. O quarto CD foi lançado em 2007 com o título de “Paroanizar o que há de bom”, e contém canções da MPB dentro do estilo de cantar do Paroano. Como presente do 45º aniversário, o grupo recebeu do compositor baiano Waltinho Queiroz, criador dos blocos “Jacu” e “Chegando Bonito”, a música “Paroano 45 Carnavais”, cuja letra, sintetiza muito bem o “espírito” do Paroano: “Poesia e paz, ao longo desses nossos carnavais, três gerações abraçadas, ao som de violões sentimentais na nossa festa maior, um oásis de emoções musicais, se esse ano saiu “milhó”, paroano sai muito mais”. Em 2011, na comemoração dos 47 de fundação do grupo, lançaram o livro Paroano Sai Milhó – Histórias de Amor à música, à alegria, às cores e à vida, escrito pelo integrante Archibaldo Daltro Barreto Filho, mais conhecido como Quico, que reuniu os registros com a colaboração de componentes do passado e do presente. Já os últimos anos foram marcados pela comemoração dos mais de 50 carnavais e 50 anos de fundação.

O Paroano Sai Milhó é: Adilson, André, Ari, Jackson, Ferreira, Quico, Niltão, Flavio, Mundinho, Geraldo, Caito, Gerson, Álvaro, Chico Ulisses, Chico Mascarenhas, Lindberg e Zé Raimundo.

Agenda Carnaval 2017

26/01 (qui), às 20h – Lançamento da Camisa no Espaço Caramuru – Rio Vermelho. Cantina da Lua. Couvert R$15

02/02 (qui) – Festa de Iemanjá – Atração do bloco Amigos do Rio Vermelho, saída às 15h da Praça Brigadeiro Faria Rocha (próximo à Fonte do Boi)

10/02 (sex), às 20h – Baile de Carnaval no Café Teatro Rubi, Campo Grande. Sheraton da Bahia Hotel.

11/02 (sáb), às 20h – Baile de Carnaval no Café Teatro Rubi, Campo Grande. Sheraton da Bahia Hotel.

18/02 (sáb) – Fuzuê na Barra, Grátis.

23/02 (qui) – Abertura do Carnaval do Rio Vermelho, Grátis.

24/02 (sex) – Furdunço no Campo Grande, Grátis.

25/02 (sáb) – Carnaval do Pelourinho, 20h, Grátis.

27/02 (seg) – Carnaval do Pelourinho, 20h, Grátis.

 

Contatos para entrevistas:

Francisco Mascarenhas (Chico) – (71) 99984-3681

Lindberg Macêdo (Beguinha) – (71) 99963-2727 e 99351-255

 

 
 
previous next
X